Tentativa de convencimento

trezena_cover

– Jadne… Entendo que esteja com medo e saiba que todos os nossos clientes não entram diretamente no gravador sem pestanejar ou com sorriso no rosto. Os que o fazem, recebem monitoramento posterior adicional, pois não percebem, ou se recusam a perceber, as implicações profundas de tal decisão. Ainda assim… calma. Olhe para mim. Pense como é maravilhoso poder ter os recursos financeiros suficientes para esse procedimento! É o mais perto que podemos chegar de uma imortalidade. Você entrará no SaveStateDevice Três Barra Dois e sempre que precisar, irá sair dele exatamente como agora; jovem, bela e pronta para recomeçar o que quer que seja da sua própria vida.

– Mas e minha alma… ?

– Que alma, Jadne! Está falando como uma criança. E pare de chorar… Com quem andou conversando?

– Primas.

– Do norte?

– Sim.

– Medievais ignorantes. Vamos mais uma vez: olhe para essa máquina de duzentos e cinquenta e seis bilhões de ouros. Olhe bem para ela. Ela irá guardar uma fotografia holográfica do conteúdo de sua cabeça em uma barra de grafeno do tamanho de uma lata de refrigerante e criar uma cópia da probabilidade quântica da sua existência biológica de situação, que ficará arquivada em uma matriz quadridimensional lacrada em um cofre bem seguro. Assim, sempre que precisar ou quiser, poderá retornar ao dia de hoje, como uma versão moderna da bela adormecida, sempre pronta para despertar pelo beijo da tecnologia. Depressão? Basta recarregar o ponto de salvamento. Crise financeira? Basta recarregar o ponto de salvamento. A idade pesou sobre sua vaidade a ponto de tornar inviável qualquer cirurgia plástica genética? Basta recarregar o ponto de salvamento… E o mais importante entre todos os motivos: Morte natural, violenta ou duvidosa?…

– … Basta recarregar o ponto de salvamento. Já entendi…

(Trecho de Basta recarregar o Ponto de Salvamento, Trezena, 2015)